Trabalhando de pé

Quem trabalha sentado, na frente do PC, sabe que dores nas costas praticamente são parte da rotina. No meu caso, não adiantou educar-me quanto à postura, nem investir numa cadeira confortável. As dores, em menor intensidade, é verdade, continuam.

Então, ontem, lendo meus feeds, encontrei o texto Why and How I Switched to a Standing Desk, no Smarterware da Gina Trapani. Lá ela conta como a mudança na posição de trabalho, frente ao computador, melhorou sua postura e queima de calorias (para mim, um efeito colateral bem-vindo).

“Two reasons: Higher calorie burn and better posture. When I’m sitting at my desk, even in a fancy ergonomic chair, I tend to slump, with my back curved and shoulders forward, which closes my chest and makes my breathing more shallow. When standing at a desk where my forearms are at a 90 degree angle on the desk surface, my shoulders go back, which makes my spine concave and opens my chest. Besides the initial foot pain and muscle aches of engaged thighs and calves, it feels great.”

Resolvi implementar a mesma mudança por aqui. Estou ciente de que os primeiros dias serão difíceis, mas acho que é um esforço válido se, passado esse início complicado, minha postura melhorar e as dores, forem embora.

Como não tenho uma “mesa-Transformer”, adaptei a minha usando livros para elevar a tampa do teclado/mouse, e caixas de computadores e acessórios para o monitor. Longe do ideal, mas aceitável para um período de testes.

Tudo para cima!
Tudo para cima! (Clique para ampliar)

(Notei, pela foto, que a tampa do teclado/mouse estava torta. Fixed.)

Monitor na altura dos olhos.
Monitor na altura dos olhos. (Clique para ampliar)

***

Aproveitando o tema, vale a pena manter esse link nos seus bookmarks. Basta informar sua altura para o sistema retornar medidas mais indicadas para o trabalho sentado ou de pé com computadores.

***

Outro artigo interessante que encontrei sobre o assunto enquanto zapeava por aí: Can’t Stand to Sit Too Long? There’s a Desk for That, no The New York Times. Aqui, Farhad Manjoo relata sua experiência com uma mesa móvel, que com o toque de um botão muda de altura, permitindo o uso tanto sentado, quanto de pé. Segundo ele, os benefícios do uso do computador em pé são perda de calorias (ele sente mais fome quanto trabalha nessa posição) e maior concentração para tarefas mais elaboradas.

16 comentários sobre “Trabalhando de pé

    1. Há alguns meses estou interessado em fazer aulas de natação. Infelizmente, um problema de saúde me impede de fazê-lo por ora — pelo menos até o final do mês. Depois, certamente começarei a nada ou, pelo menos, voltarei a caminhar.

      []’s!

  1. Os livros de direito nunca foram tão úteis hein? :P
    Mas essa pode ser uma boa idéia, pena que não dá pra fazer esses testes no trabalho. =/

    1. Pior que nem pra isso serviram… Minha irmã está fazendo Direito e surrupiou todos os meus livros. Tive que apelar para O Senhor dos Anéis e Harry Potter — ambas as coleções quase montaram toda a estrutura, haha!

      []’s!

      1. Haha, segura essa: li só o primeiro volume e metade do segundo, parei porque achei chato²… Os filmes, por outro lado, são muito bons!

        []’s!

  2. Mas é sério que você vai passar o dia todo em pé?

    Gostei da idéia, pretendo fazer isso, mesmo tendo certeza que meus pais me chamariam de louco. :)

    1. Sim, minha intenção é trabalhar de pé (~8h por dia). E, sim, todo mundo aqui em casa já me perguntou por que diabos estou de pé em frente ao PC :-P

      []’s!

  3. Biscoito Marilan é aqui da minha cidade…Valeu pela propaganda, quem nunca comeu não sabe o que está perdendo !!! rsrs

    1. Aguentei dois dias. Dores na batata da perna muito fortes. O ideal, acho eu, é alternar, mas como minha mesa ainda não é um transformer, voltei a ficar sentado. Por enquanto :-D

      []’s!

    2. Aguentei dois dias. Dores na batata da perna muito fortes. O ideal, acho eu, é alternar, mas como minha mesa ainda não é um transformer, voltei a ficar sentado. Por enquanto :-D

      []’s!

  4. Ghedin, me identifiquei tanto com o assunto, que peço a licença para postar mais uma coisa:
    Não comprem essas cadeiras chinesas do extra, carrefour, etc. Eu comprei duas esse ano e as duas afundaram a espuma. Depois comprei uma nova, de marca, e valeu a pena.
    Pelo preço de uma ultra luxuosa chinesa, consegui apenas uma digitador, mas de marca. E não é que no fim a de marca é muito melhor, mesmo aparentando ser simplória? Acabou essa história de afundar, e a postura é muito melhor.

    Ah, e grato pelo site que vc me passou, Ghedin. Deu certinho as medidas aqui. Antes eu usava com a cadeira a 56cm do chão, e por isso tinha dores

  5. Ghedin, me identifiquei tanto com o assunto, que peço a licença para postar mais uma coisa:
    Não comprem essas cadeiras chinesas do extra, carrefour, etc. Eu comprei duas esse ano e as duas afundaram a espuma. Depois comprei uma nova, de marca, e valeu a pena.
    Pelo preço de uma ultra luxuosa chinesa, consegui apenas uma digitador, mas de marca. E não é que no fim a de marca é muito melhor, mesmo aparentando ser simplória? Acabou essa história de afundar, e a postura é muito melhor.

    Ah, e grato pelo site que vc me passou, Ghedin. Deu certinho as medidas aqui. Antes eu usava com a cadeira a 56cm do chão, e por isso tinha dores

Os comentários estão desativados.